Apenas 42 % dos investidores portugueses escolhe o índice de referência nacional (PSI20) na hora de investir, revela um estudo realizado pela TNS a pedido da NYSE Euronext.

Isto significa que, na hora de apostar, os investidores portugueses tendem a olhar para o horizonte, arriscando-se noutros continentes, nomeadamente na América do Norte (38%).





Contudo, Portugal não é o único país onde os seus investidores apostam pouco. Em França apenas 86% dos investidores apostam no CAC 40, 78% dos holandeses escolhe o Alex e o BEL 20 ganha preferência de 59% dos investidores da Bélgica. As acções são o instrumento favorito dos investidores portugueses inquiridos no estudo, seguidos das obrigações, dos ETF, e por fim, os certificados.

Além disso, são os mais activos da Europa, com uma percentagem de 53% a introduzir 50 ordens por ano.

No que diz respeito à forma como investem, a maioria opta realizar todas as transacções de produtos financeiros através da internet, sendo também o país que mais ajuda pede na hora de tomar decisões sobre essas mesmas transacções.

Fonte: Diário Económico