Assim, saiba o que deve ter em conta na entrega dos recibos verdes pela internet:

1- Quem é obrigado a entregar o recibo verde electrónico? Todos os trabalhadores independentes e que já eram obrigados a enviar a sua declaração de IRS e IVA através da internet, todos os contribuintes que tenham volume de negócios superior a 10 mil euros e que entreguem IVA ao Estado. É o caso dos médicos e arquitectos, por exemplo.






2- Quem não está obrigado, pode continuar a entregar os recibos em papel. Mas poderá entregar também através da internet, pedindo uma senha de acesso no portal das finanças.

3- Não terá de efectuar pagamento. Os recibos electrónicos são totalmente gratuitos. Porém, se optar por continuar a utilizar o formato em papel, a sua compra deve ser feita avulso (máximo 50), com um custo de 0,10 euros.

4- Só pode escolher um formato. Não é permitido a utilização das duas modalidades. Ou seja, emitir recibos electrónicos no Portal das Finanças e recibos em papel adquiridos nos Serviços das Finanças.

5- Os recibos não precisam de ser impressos. A partir do momento que opta por fazer electronicamente, não necessita de imprimir os recibos. Estes ficarão disponíveis no Portal das Finanças por um período de cinco anos. Porém, se o contribuinte quiser, pode imprimir o documento, mas deve assiná-lo antes de entregar ao adquirente.

6- Acto isolado. Os contribuintes poderão efectuar a declaração também na internet.

Fonte: Diário Económico