As matérias-primas têm acolhido a preferência dos investidores nos últimos meses.

O aumento da procura por parte dos emergentes promete manter em alta a volatilidade dos preços da matérias-primas, sinaliza o Barclays numa nota de ‘research' publicada na semana passada. Saiba como compensar a subida dos preços com investimentos no mercado das ‘commodities'.





1 - Fundos de investimento
Investir no sector das matérias-primas através de fundos de investimento é, provavelmente, um das soluções mais fáceis para o pequeno investidor. Com montantes reduzidos, o investidor pode ganhar uma exposição a diversas ‘commodities de várias regiões do globo. Existem fundos de investimento que apostam no sector das ‘commodities' em geral e fundos que apostam em categorias específicas de matérias-primas- energia, metais e agricultura. Segundo os dados da Morningstar, os fundos que apostam em matérias-primas são mesmo aqueles que mais ganhos estão a dar aos investidores nos últimos 12 meses. O Parvest World Agriculture Classic C lidera as valorizações entre os milhares de fundos que estão disponíveis no mercado português, ao valorizar 59% a 12 meses. Segue-se o DB Platinum Agriculture Euro R1C com uma valorização de 58,3% e o Schroder AS Commodity I CHF Hedged com ganhos de 57% no mesmo período.

2 - Exchange Traded Funds
Os Exchange Traded Funds, conhecidos pelas suas siglas ETF, são fundos de investimentos mas que estão cotados em bolsa e transaccionam-se como se fossem uma acção. O ETF replica evolução de um índice. E existem disponíveis no mercado muitos ETF's que replicam índices de matérias-primas. Estes instrumentos têm como vantagem o facto de serem uma forma simples, flexível e barata de investir. Isto porque os ETF têm, em regra, comissões mais baixas face às comissões cobradas pelos tradicionais fundos de investimento.


3 - Contratos de futuros
Com estes instrumentos, direccionados para investidores com experiência, as hipóteses são imensas. Existem futuros, contratos que dão o direito de compra ou venda a um preço e a uma data pré-estabelecidos, sobre praticamente todos os bens agrícolas. No entanto, estes instrumentos são transaccionados no mercado antes da maturidade o que permite ganhar ou perder com as oscilações das cotações.

4 - Acções
Uma outra forma de ganhar exposição aos ganhos que as matérias-primas podem proporcionar será através do investimento em acções de empresas que estão directa ou indirectamente ligadas à produção de ‘commodities'. Por exemplo, no caso do petróleo, além das acções das empresas petrolíferas, poderá ainda investir em empresas que desenvolvem tecnologias para a exploração mais eficiente de petróleo. No campo das ‘commodities' agrícolas poderá ganhar a exposição a este sector através do investimento em acções de empresas de fertilizantes ou de equipamentos agrícolas.

Fonte: Económico