O preço do petróleo está a ser castigado pelos receios em torno da retoma da maior economia do mundo.

O barril de crude já está a cotar abaixo dos 100 dólares (98,64 dólares), em Nova Iorque, depois de ter escorregado 9,7%. No mesmo sentido o preço do barril de 'brent', a referência para as importações portuguesas, afundava 9,78% para 109,34 dólares, em Londres.





O Governo norte-americano revelou hoje que os pedidos de subsídio de desemprego subiram para 474 mil na semana passada, o que está a aumentar a especulação em torno de um abrandamento do crescimento da maior economia do mundo.

No mesmo sentido, os investidores receiam também que estes dados se reflictam negativamente nos níveis de procura por esta matéria-prima.

"Os números de hoje são pobres e juntam-se à percepção de que a economia vai entrar num período menos saudável, o que deverá conduzir a uma diminuição no consumo da energia", disse Phil Flynn, da PFG Best, à Bloomberg.

Fonte: Economico