O anúncio de que o inimigo número 1 dos EUA foi morto pelas forças norte-americanas está a motivar os ganhos em Nova Iorque.
O Dow Jones valorizava 0,42%, enquanto o S&P 500 e o Nasdaq subiam 0,31% e 0,19%, respectivamente.



A motivar os ganhos na bolsa de Nova Iorque está o anúncio de que, dez anos depois do ataque às Torres Gémeas, Osama Bin Laden, o cérebro da Al-Qaeda, foi finalmente capturado e morto pelas forças de elite norte-americanas. Barack Obama falou ao país e ao mundeo esta madrugada (hora de Lisboa), dando conta da morte do homem mais procurado do mundo.

Também algumas fusões e aquisições empresariais estão a dar força aos principais índices do NYSE. As acções da empresa da Terex Corp. aceleravam 1,7% depois de ter sido anunciado que fez uma oferta pela Demag Cranes.

A Europa acompanha a tendência positiva, com as principais praças a registar ganhos na ordem dos 0,3%.

Isto num dia em que os preços do petróleo estão em forte queda nos mercados internacionais. Os peritos atribuem a descida das cotações do 'ouro negro' à morte de Osama Bin Laden,devido à especulação de que o desaparecimento do terrorista poderá diminuir o risco de interrupções de fornecimento da matéria-prima no Médio Oriente.

"A eliminação de alguém como Osama Bin Lan poderá levar à depreciação do petróleo, visto que pode aliviar os receios de contágio no Médio Oriente", explicou Stephen Schork, líder do The Schork Group, à Bloomberg.

Fonte: Economico