Antes de fazer um seguro para a sua casa, leia este artigo. Porque escolher o melhor seguro é certamente uma tarefa difícil. Quanto mais divisórias da casa colocar no seguro, maior será o prémio total. Quando comprar casa, faça um seguro de habitação. Assim, consegue diminuir o spread da prestação mensal do crédito. E poupar dinheiro no seu crédito habitação.



Saiba quais os aspectos que deve ter em conta para garantir a escolha de um bom seguro para a sua casa:

1- Pacote base
As seguradoras definem um pacote base que cobre danos importantes, como é o caso dos incêndios. A desvantagem deste pacote é que há um limite para o valor máximo de indemnização. Além disso, precisa chamar um perito para avaliar os danos. No entanto, há a possibilidade de alargar o pacote, mediante prémio adicional.

2- Paredes e mobília
Ao accionar o seguro, tenha em consideração o custo da reconstrução. Caso viva num prédio ou em propriedade horizontal, inclua o valor das partes comuns, como o telhado, as entradas, as escadas e os elevadores. Para determinar o valor de reconstrução, considere a área da casa e partes comuns.

3- Consulte os preços por metro quadrado
Só tem de multiplicar a área pelo preço por metro quadrado correspondente à zona onde o prédio se situa. Em situações de catástrofes naturais, não faz mal nenhum acrescentar uma pequena percentagem ao valor base! Até porque vai ter de comprar mobília e electrodomésticos novos.

4- Objectos especiais
Preste atenção aos chamados objectos especiais. É o caso de peças de arte e antiguidades, aparelhos fotográficos, som e imagem, jóias, colecções, armas e casacos de peles. Deve discriminá-los e atribuir-lhes um valor individual na apólice. De contrário, a seguradora paga um máximo por objecto que, no geral, não vai além dos 1.500 euros. Lembre-se de incluir tudo!

5-Valores dos bens
Sempre que comprar um bem, aponte o preço no caderno de contas. Isto, porque o valor varia com o tempo. Faça uma pesquisa e some o valor de todos os objectos comprados, desde móveis, utensílios, objectos decorativos e máquinas. Lembre-se de comunicar à seguradora a compra destes objectos.

6- Quando deve accionar o seguro
Pode e deve accionar o seguro em caso de incêndios, queda de um raio, inundações, roubos (caso a casa seja assaltada), fenómenos sísmicos, outros fenómenos naturais, e ainda, se for vítima indirecta destas catástrofes.

Fonte: iSabe