A Remax vai abrir 20 lojas nas principais cidades do Norte do país. Cada loja custa 50 mil euros, e fica a cargo do franchisado.

Saiba mais sobre a estratégia da REMAX para o Norte.



A região Norte já representa 20% da facturação e 25% das transacções imobiliárias feitas pela Remax. Contudo, diz a presidente executiva da empresa, Beatriz Rubio, a meta é aumentar para 30% a participação daquela região no volume de negócios total. Para isso, quer abrir mais 20 lojas, que correspondem a 500 postos de trabalho. Beatriz Rubio explica como.

Qual a estratégia da Remax para o Norte?Passa por abrir mais agências, de forma a dar resposta às necessidades dos clientes da zona. Sentimos que estamos muito bem posicionados no Centro e no Sul, mas que temos mais possibilidades de crescer a Norte. Por isso, abrimos novamente candidaturas e estamos em fase de selecção dos perfis que consideramos adequados para gerir uma agência Remax. A nossa estratégia passa tanto pela captação de pessoas já ligadas ao sector imobiliário, com experiência, como por novos investidores que queiram lançar-se pela primeira vez nesta área de negócio.

Como serão as lojas e quantas pessoas vão ser contratadas?As agências Remax seguem o mesmo padrão em todo o País e no mundo. O número médio de pessoas contratadas depende das necessidades de cada agência e de cada mercado. Temos mercados com menos de duas mil transacções por ano que não necessitam de equipas tão grandes como as de Lisboa ou do Porto. E depois temos estes mercados maiores em centros urbanos onde são necessários mais agentes que consigam cobrir toda a zona, posicionando-se junto da maior parte dos moradores. A área mínima de uma agência Remax é de 100 metros quadrados (m2) e, em média, conta com 20 colaboradores.

Já estão a seleccionar os franchisados? Começámos a seleccionar candidatos, é um processo que leva tempo. Recebemos centenas de candidaturas por ano de várias vias e gostamos de conhecer todos aqueles que têm interesse no ‘franchising' da Remax. O Norte caracteriza-se por ser especialmente empreendedor e este é um negócio para empreendedores, para pessoas que acreditam que são capazes de ultrapassar as dificuldades do mercado.
Qual é o investimento médio em cada loja?Os direitos de entrada na rede Remax são de 20 mil euros, mais impostos, e o investimento depende do tamanho da loja. No total, estamos a falar de um investimento de cerca de 50 mil euros, suportado por cada novo franchisado.

A região Norte, especialmente o Grande Porto, tem sido muito penalizada com a crise imobiliária. Isto não é um travão ao investimento?Penso que não. Na Remax continuamos a crescer maioritariamente devido ao trabalho levado a cabo pela rede. Apostamos fortemente em ferramentas de marketing para serem usadas pela rede no seu trabalho diário e lançamos constantemente novas soluções anti-crise, como os saldos ou as oportunidades de negócio. O interesse em dinamizar a nossa presença no mercado a Norte demonstra que acreditamos no mercado, no seu potencial de crescimento e na nossa capacidade em ser uma mais-valia para a dinamização desse mesmo sector.

Há outras redes a reforçar a Norte. Há mercado para todos?Penso que sim, cada rede tem a sua maneira de trabalhar e há clientes que se identificam mais com uma ou com outra. Um bom trabalho das imobiliárias é sempre bom para todos os intervenientes, já que ajuda a reforçar a ideia de que o cliente precisa de uma boa imobiliária para vender ou comprar um imóvel.

Fonte: Economico