O Sector imobiliário também vai sentir o impacto do pedido de ajuda externa de Portugal. segundo o Diário de Notícias (DN), o Fundo Monetário Internacional (FMI) e a União Europeia (UE) vão propor alterações ao mercado da habitação, substituindo o conceito de casa própria pelo arrendamento. o objectivo é dinamizar o mercado, sendo que a solução passa por apostar no arrendamento e aumentar o preço das casas, para travar o endividamento das famílias




De acordo com o DN, os peritos consideram que os preços têm margem para subir, sendo que muitas rendas não reflectem o real valor das casas. ao mesmo tempo, o mercado está desvalorizado e as famílias estão endividadas e amarradas à prestação da casa, em Portugal cerca de 76% da população tem casa própria, um dos valores mais altos da Europa.


fonte: DN